25 September, 2017, Monday

Rei do Rock nacional: Marcelo Nova faz show, amanhã, em Goiânia para comemorar o Dia Mundial do Rock

Publicado em Shows Escrito por  Julho 11 2014 tamanho da fonte diminuir o tamanho da fonte aumentar o tamanho da fonte 0
Avalie este item
(0 votos)

O Dia Mundial do Rock é comemorado todo 13 de julho. Para comemorar essa data simbólica, o Bolshoi Pub promove amanhã (12) show com um genuíno representante do gênero musical que arrebata multidões em todo o mundo. O palco da tradicional casa noturna vai receber o cantor e compositor baiano Marcelo Nova para apresentar seu amplo repertório, que passa pela sua profícua carreira solo, músicas do Camisa de Vênus e sua histórica parceria com Raul Seixas.

O artista

Foi vocalista da banda baiana Camisa de Vênus, desde o início dos anos 1980 até o seu primeiro final em 1987. Em 1988 iniciou sua carreira solo tendo gravado, no ano seguinte, um LP ao lado de Raul Seixas, intitulado "A Panela do Diabo". Em 1995, reuniu-se com o Camisa de Vênus e lançou mais dois álbuns, sendo um ao vivo e outro de estúdio. Em 1998 retomou a sua carreira solo.

Ele se reúne esporadicamente com o Camisa de Vênus e seu último trabalho de estúdio é o álbum "12 Fêmeas" de 2013. É conhecido, entre outras, pelas músicas "Bete Morreu", "Eu não Matei Joana D'Arc", "Simca Chambord" e "Só o Fim", com o Camisa de Vênus; "Cocaína", "Coração Satânico" e "Faça a Coisa Certa" da carreira solo; bem como "Pastor João e a Igreja Invisível" e "Carpinteiro do Universo", com Raul Seixas.

Camisa de Vênus

Ao voltar de um período em Nova Iorque, Marcelo Nova convidou um amigo que tinha conhecido na TV Aratu, Robério Santana, para formar uma banda que tocasse rock and roll e punk rock. A banda foi formada ainda em 1980 e, após o lançamento de um compacto, ficaram famosos na Bahia, o que lhes abre as portas para gravarem um álbum.

A banda duraria sete anos e lançaria, nesse primeiro período, quatro álbuns de estúdio e um ao vivo, ficando conhecida no Brasil inteiro e chegando a vender mais de 300 mil cópias do disco Correndo o Risco.

O Camisa de Vênus voltaria a se reunir em 1995, lançando mais dois álbuns, sendo um ao vivo e outro de estúdio. Após novo fim da banda em 1997, a banda passou a se reunir esporadicamente nos próximos anos. Atualmente encontra-se em atividade com Eduardo Scott (ex-Gonorreia) substituindo Marcelo Nova nos vocais.

Carreira solo

Após o último álbum da primeira formação do Camisa de Vênus, Marcelo Nova juntou músicos para formar uma banda de apoio para a sua carreira solo. A primeira formação da banda "Envergadura Moral" contou com Gustavo Mullem nas guitarras, João Chaves (o Johnny Boy) nos teclados, Carlos Alberto Calasans no baixo, e o veterano Franklin Paolilo na bateria. Após ensaios e apresentações, a banda entra em estúdio e grava o primeiro disco, Marcelo Nova e a Envergadura Moral, lançado em 1988. O álbum é composto de baladas, sendo mais intimista do que os trabalhos anteriores com o Camisa de Vênus. Conta, ainda, com um cover de "E Nós aqui Forrumbando", que foi renomeada para "A Gente É sem Vergonha", tendo a participação de Genival Lacerda, autor da música e grande ídolo de Marcelo.

Ler 87 vezes Última modificação em Última modificação em Agosto 22 2016

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Custom Adv 2
photo.jpg